Artigos - Alcoólicos Anônimos de 'A' a 'V' 10

 * LINKS abaixo com todas as páginas dessa matéria * 


100-. Meditação =>
Do latim meditatione. Ato ou efeito de meditar; Atenção intensa do espírito; 
reflexão. Oração mental, que consiste, sobretudo em considerações e processos mentais 
discursivos. 

101-. Meditar =>
Do latim meditare. Submeter a um exame interior; pensar em. Estudar, ponderar, 
considerar. Projetar, intentar, planejar. Fazer meditação; refletir, pensar. 

102-. Mentor =>
Antropônimo Mentor, de um personagem da Odisséiade Homero(século VIII a.C.), 
amigo e conselheiro de Ulissese preceptor de seu filho Telêmaco. Pessoa que guia, ensina ou 
aconselha outra; guia, mestre, conselheiro. 

103-. Modelo Minessotta => 
É um modelo de tratamento terapêutico baseado no conceito de 
dependência química como um fenômeno bio-psico-sócio-espiritual, é ancorado numa dinâmica 
essencialmente grupal na qual os residentes (clientes ou pacientes) compartilham entre si suas 
histórias e dificuldades, aprendendo a identificar suas emoções, valores e atitudes antes 
distorcidos pela droga e baseado na vivência dos Doze Passos de A.A. 
Sua origem se remonta aos primeiros anos da década de 1950, quando o Dr. Nelson Bradley,
Superintendente do Hospital Estadual de Psiquiatria em Willmar, em Minessotta, e seu ajudante, 
o psicólogo Daniel Anderson, se depararam com a situação de que 80% dos mais de 1.600 leitos 
daquele hospital tinham sérios problemas decorrentes do abuso do álcool. Eles convidaram 
membros de um grupo de A.A. que colaborava com a Clínica Hazelden, em Center City, cidade 
próxima a Willmar, a lhes ajudar no manicômio e logo perceberam que, através das reuniões de 
uma equipe multidisciplinar, incluindo os membros de A.A. que passaram a atuar como 
terapeutas leigos, os resultados apresentaram uma melhora significativa. Assim foi desenvolvido 
um dos primeiros grupos de profissionais multidisciplinares baseados nos Doze Passos de AA.
Este modelo de tratamento tornou-se um dos mais conhecidos no mundo todo e foi introduzido 
no Brasil, em 1982, por John E. Burns, da rede de clínicas Vila Serena. 

104-. Moção => 
Do inglês e do francês motion. Proposta. Proposta, em uma assembléia, acerca do 
estudo de uma questão, ou relativa a qualquer incidente que surja nesta assembléia. 

105-. 
Moção em A.A.
ocorre nas assembleias quando um membro apresenta uma proposta (moção), 
normalmente divergente, como alternativa àquela que está em pauta ou sendo votada. Também 
pode ser uma proposta complementar. A proposta é aprovada se conseguir a aprovação de dois 
terços dos presentes, seja através de votação secreta ou de mãos levantadas. 
 
106-. Moral=> 
Do latim morale,‘relativo aos costumes’. Conjunto de regras de conduta consideradas 
como válidas, quer de modo absoluto para qualquer tempo ou lugar, quer para grupo ou pessoa 
determinada. O conjunto de nossas faculdades morais. 

107-. Morbidez =>
Do italiano morbidezza. Qualidade ou estado de mórbido. Enfraquecimento 
doentio. Abatimento ou esgotamento de forças; alquebramento de forças; moleza, languidez. 
Delicadeza ou suavidade nas cores de um retrato ou escultura. 

108-. Mórbido => 
Do latim morbidu. Enfermo, doente. Relativo a doença. Que causa doença; doentio. 
Lânguido, frouxo, mole. Suave delicado.
 
109-. Narcótico =
Do grego narkotikós. Que produz narcose; que faz dormir. Substância cuja ação se 
caracteriza pela produção de amnésia, hipnose, analgesia, e certo grau de relaxamento muscular. 


Índice

1-. Abstêmio/a 
2-. Abstinência 
3-. Abstinência em A.A. 
4-. Adicção 
5-. Adicto 
6-. Adictos Anônimos 
7-. Agnosticismo 
8-. Agnóstico 
9-. Akron (o berço de A.A.) 
10-. Al-Anon. 
11-. Al-Anon no Brasil. 
12-. Alateen. 
13-. Álcool 
14-. Alcoólatra 
15-. Alcoólico/a 
16-. Alcoólico ou alcoólatra? 
17-. “Meu nome é...” 
18-. Alcoólico recuperado ou em recuperação? 
19-. Alcoólicos Anônimos – A Irmandade. 
20-. Alcoólicos Anônimos - O nome. 
21-. Alcoólicos Anônimos - O livro. 
22-. Alcoólicos Anônimos no Mundo. 
23-. Alcoólicos Anônimos no Brasil. 
24-. Alcoólicos Anônimos em São Paulo. 
25-. Alcoolismo 
26-. Primeiros estudos sobre o alcoolismo. 
27-. Estudos sobre o moderno alcoolismo. 
28-. Alcoólicos Anônimos: 
o primeiro movimento social... 
29-. Centro de Estudos do Álcool. 
30-. Comitê Nacional de Educação 
 sobre Alcoolismo. 
31-. A classificação do Alcoolismo segundo 
a Associação Psiquiátrica Americana. 
32-. A classificação do Alcoolismo segundo 
a Organização Mundial da Saúde. 
33-. A carreira alcoólica de Bill W. 
34-. A carreira alcoólica do Dr. Bob. 
35-. Alcoolista, ou etilista 
36-. Alucinação 
37-. Anonimato 
38-. Anonimato em A.A. 
39-. Antabuse 
40-. Ateísmo 
41-. Ateu 
42-. Bafômetro 
43-. Barbitúrico 
44-. Bebedor exagerado, 
45-. Beladona 
46-. Companheirismo 
47-. Companheirismo em A.A. 
48-. Companheiro/a 
49-. Comunicação 
50-. Comunicar 
51-. Comunidade 
52-. Conceito 
53-. Conceito(s) em A.A. 
54-. Costume 
55-. Costumes 
56-. Costumes em A.A 
57-. A história das Fichas. 
58-. A oração da Serenidade. 
59-. Alcoólicos Anônimos e as orações.
60-. Cura 
61-. Cura (a) da Beladona 
62-. Delírio 
63-. Delirium-tremens 
64-. Despertar 
65-. Despertar espiritual 
66-. Doença 
67-. Dogma 
68-. Dogmatismo 
69-. Dogmatista 
70-. Doutrina 
71-. Espiritual 
72-. Espiritualidade 
73-. Espiritualismo 
74-. Estigma 
75-. Ética 
76-. Êxtase 
77-. Garantia 
78-. Garantia (s) em A.A. 
79-. Grupo 
80-. Grupo de A.A. 
81-. Grupo de Oxford. 
82-. Grupos Anônimos de Ajuda Mútua. 
83-. Humildade 
84-. Ianque. 
85-. Irmandade 
86-. Irmandade de Alcoólicos Anônimos. 
87-. Legado 
88-. Os Três Legados de A.A. 
89-. Lei 
90-. Alcoólicos Anônimos e a Lei. 
91-. Lei Hughes. 
92-. Lei Seca (a). 
93-. Lei Seca (a) no Brasil. 
94-. Literatura 
95-. Literatura em A.A. A origem 
96-. Literatura aprovada pela Conferência. 
97-. LSD 
98-. Mensagem 
99-. Mescalina 
100-. Meditação 
101-. Meditar 
102-. Mentor 
103-. Modelo Minessotta 
104-. Moção 
105-. Moção em A.A. 
106-. Moral 
107-. Morbidez 
108-. Mórbido 
109-. Narcótico 
110-. Narcóticos Anônimos (NA) 
111-. Narcóticos Anônimos no Brasil. 
112-. Neurose 
113-. Neurótico/a 
114-. Neurótico/a em N/A. 
115-. Neuróticos Anônimos (N/A) 
116-. Neuróticos Anônimos no Brasil - N/A, 
117-. Niacina 
118-. Obsessão 
119-. Paraldeido 
120-. Paranóia 
121-. Passo(s) 
122-. Os Doze Passos de A.A. – Sua concepção 
123-. Os Doze Passos de A.A 
124-. Patologia 
125-. Pecado 
126-. Política 
127-. Pragmático 
128-. Pragmatismo 
129-. Prece 
130-. Princípio 
131-. Princípios 
132-. Proceder 
133-. Procedimento 
134-. Promessa 
135-. As doze “promessas” de A.A. 
136-. Psicose 
137-. Questão de ordem 
138-. Questão de ordem em A.A. 
139-. Recuperação 
140-. Recuperação em A.A. 
141-. Religião 
142-. Alcoólicos Anônimos e a religião 
143-. Religiosidade 
144-. Serenidade 
145-. Simples. 
146-. Simplicidade 
147-. Simplismo 
148-. Simplista 
149-. Síndrome 
150-. Síndrome de Wernicke-Korsakoff 
151-. Sobriedade 
152-. Sobriedade Em A.A. 
153-. Sugerir. 
154-. Sugestão 
155-. Teísmo 
156-. Temperança 
157-. Movimentos Pro-temperança. 
158-. American Temperance Society (ATS) 
159-. Sociedade de Temperança Washington. 
160-. União Feminina pela Temperança Cristã. 
161-. Anti-Saloon League. 
162-. Movimento Emmanuel. 
163-. Jacoby Club. 
164-. Terapia 
165-. Terapeuta 
166-. Terapeuta leigo, Conselheiro, ou, Consultor 
167-. Tolerância 
168-. Tradição 
169-. ‘Os filhos do caos’ e o nascimento das Tradições de A.A 
170-. As Doze Tradições de A.A.: 
171-. Unicidade 
172-. Unicidade de propósito em A.A. 
173-. Vicio Página 5 de 113