Artigos - Estrutura de serviços de A.A - O que é e para que serve?

Serviço em A.A. é tudo aquilo que ajuda a alcançar uma pessoa que sofre. A Estrutura de Serviços de A.A. serve para organizar os trabalhos da Irmandade relacionados com a 5ª Tradição e com 12° Passo, ou seja, levar  a mensagem correta ao público, que desconhece ou que não esteja informado  sobre a Irmandade.
 
64

Desta forma, a Irmandade deve estar sempre preparada para levar a mensagem, realizando entre si, reuniões de esclarecimentos, debates, temáticas, estudo dos melhores meios de como se apresentar em público, o que  falar, esclarecendo o que A.A. faz e o que não faz. Tudo dentro de A.A. sugere-se que seja sempre bem discutido. 
 
Há uma real necessidade de se estar pelo menos 5% em processo de recuperação dentro dos Doze Passos. Parar de beber foi difícil, e hoje já se tomou prático não beber. Como falou Bill W., é necessário submeter-se aos princípios para que a Irmandade não pereça. Caso ocorra dificuldade de servir à Irmandade, de levar esta mensagem que de graça recebemos, está explícito que não estamos praticando os passos da Recuperação. Estamos apenas preocupados em nos  envaidecer dizendo: "fui eu" que executei tal ação, justificando-se que não  havia ninguém para fazê-lo.

Vejamos o que o capítulo Cinco do Livro Azul nos revela em seu primeiro parágrafo: "Raramente temos visto fracassar pessoas que cuidadosamente seguiram os nossos caminhos. Os que não seguiram, não conseguem ou não podem se entregar por completo a este programa simples são pessoas que, por natureza, são incapazes de ser honestas consigo mesmas ... e de desenvolverem um modo de vida que requeira rigorosa honestidade ..." 

Daí perguntamos: como se pode servir se não nos conhecemos o suficiente para nos relacionarmos? Como poderemos trabalhar em uma estrutura se o grau de recuperação de seus membros  está baixo? O grupo é a célula-mãe dos servidores de confiança. Com temáticas e trabalhos efetuados dentro dos grupos, nasce uma consciência individual que se manifesta em todo grupo, formando uma consciência coletiva esclarecida. Desta forma, sim, todos os membros do grupo serão incentivados a participar e praticar os princípios em todas as suas atividades.

(Vivência nº 99 - Jan./Fev. 2006)