DP - Iguais porém diferentes > RV. 025

Iguais Porém Diferentes

O alcoolismo nivela, iguala as pessoas durante o período ativo. Os problemas e sofrimentos advindos da dependência alcoólica são muito semelhantes, o que torna os depoimentos nesta fase bastante similares. Costuma-se dizer que o "filme é o mesmo, o que muda são os artistas". Nesta fase é comum, entre as pessoas que estão colocando o Plano de A.A. em prática, a vigília de evitar o primeiro gole de 24 em 24 horas. Vigília esta que possui o mesmo grau de importância para todos, não importando o tempo de sobriedade.

O "fundo de poço", tão comentado, é o mesmo, encarando-se o fato de que o indivíduo atingiu o limite máximo de tolerância na ingestão de bebida alcoólica, não suporta e nem quer voltar ao tempo de atividade alcoólica. As perdas, certamente, terão sido maiores ou menores, de pessoa para pessoa, o que indica que a "profundidade do poço", na maioria dos casos, não é a mesma.

Em conseqüência destas constatações, ser portador da doença do alcoolismo e querer se manter em abstinência, as Reuniões de Recuperação tornam-se fundamentais e importantes a todos os que delas participam. Comumente nos vêm à lembrança, em depoimentos, fatos que fizemos de maneira semelhante e atitudes que não chegamos a tomar, mas que estávamos a caminho, encorajando-nos a permanecer longe de bebidas alcoólicas.

Durante a reunião, é comum as pessoas se olharem para dentro de si mesmas e verificar em que estão mudando, que dificuldades já foram superadas, em que e como estão se tornando melhores. Esta introspecção faz, com que todos vibrem numa mesma freqüência, procurando, hoje, ser melhor de que foram ontem, ou seja, um crescimento individual à procura de seus valores pessoais.

Aqui se inicia a diferenciação de indivíduo para indivíduo, dependendo do grau em que a pessoa penetra em si mesma através do autoconhecimento e da auto-­análise. O reconhecimento das falhas e a vontade em querer modificar, recodificar conceitos, mudar as atitudes, enfim, reformular sua maneira de ser, com mente aberta e sem preconceitos, nos encaminham ao programa de AA.

O Programa em funcionamento, são os 12 Passos colocados em prática. Denota-se diferença bastante acentuada em quem pratica, além do plano, o Programa de AA.. O autoconhecimento provoca mudanças de comportamento positivas nos indivíduos e naturalmente reflete-se em mudanças também nos grupos em que convivem: familiar, profissional e pessoal.

Praticando o Plano de A.A, somos iguais, investindo na reformulação através do Programa de A.A. nos tornamos diferentes.


VIVÊNCIA N° 25  JUL/AGO/SET. DE 1993.