DP - Irmandade sem fronteiras

“Sou portador da doença do alcoolismo e meu lugar é em um grupo.”

Venho através desta demonstrar minha satisfação em ser assinante da revista Vivência. Sou militar da Marinha do Brasil e por várias vezes estando em viagem, no navio em que servia na época, a Revista foi a minha reunião particular.

Sempre que saía do serviço e estava em horário de folga, eu me recolhia no camarote e ficava deitado lendo a Revista. Esse hábito me foi muito importante, visto que na minha época de ativa, sempre que o navio atracava nos portos eu saía direto para as farras e bebedeiras. No inicio da minha caminhada a Revista teve sempre um papel importante me alertando de que sou portador da doença do alcoolismo e que meu lugar é em um grupo.

E depois que adquiri o hábito da leitura e especialmente da Vivência, sempre que o navio chegava em um porto eu procurava saber qual o grupo mais próximo, para que eu pudesse ir até lá trocar experiências e também fazer novas amizades.

Um detalhe que devo ressaltar é o fato de que por várias vezes, eu chegava em algum porto e não sabia onde encontrar um grupo; então, eu ligava para o ELS que se encontrava na revista e sempre fui prontamente atendido. As informações me eram passadas de forma rápida e correta. Por isso o fato importantíssimo dos grupos terem seus dados sempre atualizados nos seus ELSs.

Outra experiência fantástica foi a de que sempre que chego em algum lugar onde me apresento e me informo que sou de outra cidade / Estado e estou visitando o local, a companheirada sempre tem um acolhimento especial. Trocamos cartões de grupos e informações sobre Alcoólicos Anônimos, e evidentemente as nossas forças e esperanças em dias melhores.

Obrigado, Vivência, por estar comigo nos primeiros passos de minha caminhada e por estar me apadrinhando até os dias de hoje.

VIVÊNCIA N°. 86 – NOV/DEZ. DE 2003.