Artigos - O Melhor de Bill "Fé"

BILL escreve sobre a FÉ DEUS na forma em que O Concebemos **

...Podemos nos perguntar se, de maneiras menos óbvias mas não obstante destrutivas, não estaremos mais sujeitos a ataques de orgulho espiritual do que havíamos imaginado. Se isso for constantemente trabalhado, tenho certeza de que nenhum tipo de auto-questionamento poderia ser mais benéfico. Nada poderia incrementar com mais segurança nossas comunicações interpessoais e com Deus.

Um assim-chamado incrédulo fez-me ver isso claramente, há alguns anos atrás.

Tratava-se de um médico e de um bom médico. Conheci-o e à sua mulher Mary, na casa de um amigo em uma cidade do meio-oeste. A ocasião era puramente social. A nossa Irmandade de alcoólicos era o meu único assunto e eu monopolizei em grande parte a conversa. Não obstante, o médico e sua mulher pareciam verdadeiramente interessados, fazendo-me ele muitas perguntas. Mas uma delas me fez suspeitar de que ele fosse um agnóstico ou talvez um ateu.

Isso me pôs em ação imediatamente e me decidi a convertê-lo, ali e naquele momento. Extremamente sério, eu na realidade me vangloriei da minha
espetacular experiência espiritual no ano anterior. O médico perguntou-me gentilmente se essa experiência não poderia ter sido alguma coisa
diferente daquilo que eu pensava. Isso me atingiu profundamente e eu fui abertamente indelicado. Não houvera nenhuma provocação real; o médico
mantivera-se cortês, bem humorado e até mesmo respeitoso durante todo o tempo. Sem nenhuma ansiedade, disse que freqüentemente desejara ter ele também uma fé sólida. Mas era muito claro que eu não o havia convencido de nada.
Cont...
**

( O Melhor de Bill )