O que os alguns profissionais da saúde descobriam; como utilizam esse conhecimento


Muitos profissionais da saúde encontraram meios eficazes para encaminhar seus pacientes para A.A.

Um deles disse:

"Ninguém sofre mais do que o alcoólico. Uma vez que se consegue tocar a vida de um alcoólico e ajudá-lo a se recuperar, quando se observa a transformação maravilhosa de uma pessoa atormentada, incapaz, doente (morrendo) em uma pessoa viva, cheia de vitalidade, útil e feliz, toma-se participante de uma experiência rica, profunda e gratificante. A.A. é o meio mais eficiente para ajudar um alcoólico a parar de beber."

Outro médico sugere que os profissionais da saúde devem assistir às reuniões abertas de A.A., posto que é muito difícil para eles ter confiança suficiente para enviar seus pacientes a uma entidade sobre a qual tenham poucas informações.

       Será útil para esses profissionais da saúde ter em mãos uma lista de membros de A.A. (contactos) dispostos a acompanhar as pessoas a sua primeira reunião. Sugere algumas perguntas específicas com relação às reuniões assistidas, qual a freqüência e se o paciente arranjou um padrinho de A.A. para servir como vínculo com a Irmandade e ajudá-lo a praticar o programa de recuperação. Quer o paciente sofra de uma doença do fígado ou uma depressão emocional, o primeiro passo em direção a recuperação é conseguir a sobriedade. Onde quer que ele ou ela resida, certamente haverá uma reunião de A.A. por perto para ajudar a manter a sobriedade.

A.A. COMO UM RECURSO PARA OS PROFISSIONAIS DA SAÚDE