DP - Que tal irmos a uma reunião completa!

Que tal irmos a uma reunião completa!

Hoje, quando me arrumei e ia saindo de casa, falei para minha esposa:

   -  Querida, estou indo para minha reunião.

Ela respondeu:

   -  Ok! Meu amor, te espero com a janta pronta.

Então eu continuei:

   -  Não demoro, só vou assistir o primeiro tempo.

Para que eu falei isso???

Ela me deu uma bombardeada típica de quem já conhece (e como conhece) a doença e suas implicações e que conhece bem mais do que eu o programa de Recuperação de Doze Passos.

Ela disse em baixo e bom-tom:

   -  Querido, quer dizer que você só vai assistir meia reunião? Hum, isso é interessante... Então você está buscando somente meia sobriedade ou então meia recuperação e você é meio grato, é, digamos, meio feliz, meio doente ou quem sabe meio marido, meio homem, meio responsável, ou sabe lá meio casado comigo, seu meio preguiçoso, meio irresponsável, meio sem caráter.

   -  Mas meu amor!

Eu ia dizendo, quando ela interrompeu:

   -  Tem desculpa não! Você estava "todo" morto, agora vem dando uma de "meio" curado! Ou vai e fica na reunião até o final ou não sai de casa.. E se ficar em casa você sabe no que pode terminar isso. Meio tempo hoje, falha amanhã, outro dia nem vai. Cadê a gratidão? Vai sim querido... Me desculpe a irritação querido, você sabe o que já passamos e não quero passar por aquilo novamente. Nem seus filhos suportariam ver o pai deles derrotado e em situações desesperadoras. Vai amor, vai e fique até o final. Quem sabe hoje tem alguém lá precisando de sua partilha. Pode ter certeza de que você será muito mais útil lá no grupo de que aqui em casa. Vai que inclusive alguém pode falar algo que te ajude a entender que é ajudando que se é ajudado e este é o princípio fundamental dos grupos de ajuda mútua.

Ela continuou:

   -  Não se esqueça amor, o A.A. salvou sua vida e a nossa família... Você vai negligenciar isto agora?

Pensativo e tocado por tudo que ela disse, respondi:

   -  Está bem amor, vou e ficarei até o fim da reunião.

Refleti bastante no caminho, cheguei um pouco antes de iniciar a reunião, tomei um maravilhoso café de recepção e entramos para a reunião.

Na reunião fui o segundo a compartilhar minha experiência de vida, fiquei aprendendo com os companheiros até o fim e foi o dia que eu não esquecerei nunca quando ouvi o companheiro dizer em sua partilha que no A.A. não existe meio Poder Superior.

Acho que não preciso falar mais nada!



                                               Alcoólico em Recuperação
                                                          Vila Velha/ES 
 
 

Vivência 138 / Julho-Agosto/2012