Artigos - Rendição total

4.1 - Viemos acreditar

O que sempre me impressionou mais a respeito do programa e de mim 
mesmo, é o desafio constante e contínuo de tentar recapturar parte do enlevo verdadeiro e honesto que experimentei depois da total rendição, quando cheguei pela primeira vez em A.A. Para mim, essa paz de espírito especial nunca mais será reproduzida. Agora, depois de todos os períodos de vinte e quatro horas acumulados, percebo que ela provavelmente nunca mais voltará. Cheguei perto dela algumas vezes, mas nunca foi a mesma coisa. Penso que existe um relacionamento entre aquela sensação e as nossas necessidades, no momento em que fomos apresentados ao programa. Nossa motivação, acredito, é a combinação de muito sofrimento e da graça de Deus. Uma estranha combinação, é verdade! Não saberia como expressar essa sensação a ninguém que não pertença a A.A.