Viver Sóbrio__"Ler a mensagem de A.A"

28__LER A MENSAGEM DE A.A.

Os seres humanos – dizem-nos – aprendem melhor muitas coisas vendo, pegando e ouvindo; e ler sobre elas corrobora ainda mais a força desse aprendizado.

Existem muitas publicações boas sobre o alcoolismo e algumas nem tanto. Muitos de nós já nos beneficiamos de leituras sobre outros assuntos. Mas o A.A. nem apóia nem combate às publicações existentes. Simplesmente oferecemos as nossas.

Mesmo os bebedores que nunca foram muito de ler passam horas estudando atentamente o material de A.A. É, indubitavelmente, a melhor maneira de obter um amplo consenso em primeira mão de toda a sabedoria do A.A. em lugar de mera informação superficial adquirida em certo tempo e lugar.

Existem seis livros do A.A.

“Alcoólicos Anônimos”

Este é o texto básico da experiência de A.A.

O A.A., como o conhecemos hoje, é o desenvolvimento deste livro, que foi originalmente preparado por cerca de uma centena de alcoólicos que haviam aprendido a permanecer sóbrios, ajudando-se uns aos outros. Após alguns anos de sobriedade, registraram o que tinham realizado e deram este título ao relato. Nossa irmandade, então, começou a ser chamada pelo nome de “Alcoólicos Anônimos”.

Nesse volume, a experiência original do A.A. é explicada detalhadamente por aqueles que primeiro a viveram e depois a descreveram. É a principal fonte de todo o pensamento básico do A.A. para nós todos – quer o leiamos quer o releiamos com freqüência ou raramente. A maioria dos membros adquire um exemplar logo que podem, ao entrar na irmandade, para poderem absorver as idéias fundamentais do A.A. diretamente na fonte e não de segunda ou terceira mão.

Os membros em geral referem-se a “Alcoólicos Anônimos” como “Livro Grande” (ou “Livro Azul” aqui no Brasil), mas não com o fim de compara-lo a qualquer texto sagrado. Ele tinha sido planejado para um volume menos espesso, mas a primeira impressão (em 1939) foi feita num papel muito grosso, de modo que apareceu surpreendentemente volumoso e foi humoristicamente apelidado de Livro Grande.
*

Os primeiros onze capítulos básicos foram escritos por Bill W., co-fundador do A.A. Incluem-se, ainda, as histórias pessoais de muitos membros do A.A. e diversos apêndices de matéria adicional.

Sua simples leitura bastou para fazer algumas pessoas, no começo do A.A., pararem de beber, quando só havia alguns grupos de A.A. no mundo inteiro. Ainda hoje funciona assim para muitos bebedores-problema em remotas partes do mundo ou para os marinheiros que passam a vida em navios.

Os leitores habituais do livro dizem que repetidas leituras revelam muitos significados mais profundos que não podem ser percebidos numa primeira leitura apressada.

“Os Doze Passos e As Doze Tradições”

os fundamentos do A.A. são discutidos, em maior profundeza ainda, neste livro também escrito por Bill W. (às vezes, é apelidado de “Os Doze e Doze”, isso nos Estados Unidos). Os membros que desejam estudar o programa A.A. de recuperação usam-no como texto junto com o Livro Grande.

Escrito treze anos após “Alcoólicos Anônimos”, este menor explica os princípios do comportamento de A.A., tanto individual quanto em grupo. Os Doze Passos, guias de crescimento espiritual, já haviam sido resumidamente discutidos no Livro Grande; os princípios do grupo – As Doze Tradições – cristalizaram-se, através do erro e tentativa, após a publicação do primeiro livro. Eles caracterizam o movimento e o tornam singular – bem diferente de outras sociedades.

“Alcoólicos Anônimos Atinge a Maior Idade”

Esta breve história conta como a Irmandade começou e como cresceu nos seus primeiros vinte anos. Relembra a história de como um corajoso grupo de ex-bêbados já desesperados, sem nada s seu favor, finalmente se tornou firmemente consolidado, com um movimento mundial de reconhecida eficiência. A história constitui leitura fascinante para muitos de nós e serve como mais um auxílio na recuperação.

“Na opinião do Bill”

Este é um manual constituído pelos parágrafos mais substanciais de Bill W., extraídos de sua volumosa correspondência pessoal bem como de outros escritos. Uma lista alfabética dos assuntos, com indicação das páginas, aponta os tópicos do interesse de qualquer bebedor-problema. Para muitos de nós, uma página por dia nos mantém longe da bebida.

“Dr. Bob e os Pioneiros”

A memorável história da vida do co-fundador de A.A. está interligada com recordações dos primeiros AAs do centro-oeste, principalmente nas próprias palavras dos membros pioneiros. Mostra como realmente foi – às vezes com discórdias totalmente humanas, sempre procurando auxílio mútuo.

“Viemos a Acreditar”

Com o subtítulo de “A Aventura Espiritual do A.A. Conforme Experiência Individual de Membros”, é esta uma coletânea das versões de 75 membros a respeito de “um Poder Superior a nós mesmos”. Variam desde a interpretação ortodoxamente religiosa às concepções humanísticas e agnósticas.

“Reflexões Diárias: Um Livro de Reflexões de Membros de A.A. para membros de A.A.”

Comentários de membros de A.A. sobre as citações favoritas da literatura de A.A. Um texto para cada dia do ano.

Livretos

Muitos folhetos sobre diversos aspectos do A.A., alguns deles dirigidos a grupos de interesses especiais, são também publicados pela firma A.A. World Services, Inc. Foram todos cuidadosamente elaborados sob estrita supervisão dos representantes do A.A. dos Estados Unidos e do Canadá, de modo que representam o mais amplo consenso do pensamento do A.A. É impossível compreender todas as atividades do A.A., a menos que nos familiarizemos com todas essas publicações – mesmo com os livretos que, à primeira vista, pareçam ter pouca significação para as exigências imediatas da sobriedade.

Além disso, o A.A. General Service Office edita bimestralmente um boletim informativo, BOX 4-5-9, (seu similar no Brasil é o BOB MURAL, editado pela JUNAAB, Caixa Postal 3180, CEP 01060-970, São Paulo, SP), são diversos boletins periódicos, assim como um relatório dos procedimentos da Reunião Anual da Conferência de Serviços Gerais de A.A.

Muitos membros do A.A. começam e terminam cada dia com um momento de silêncio no qual lêem uma passagem de alguma literatura A.A.

Estudar os livros e livretos de A.A. representa “uma reunião impressa” para muitos membros, e a gama de informação e inspiração A.A. resumida neles não pode ser encontrada em nenhuma outra parte. Qualquer literatura A.A. começa com uma trilha de pensamento A.A. que afasta da bebida; por isso, muitos membros sempre carregam consigo algum exemplar da literatura A.A. – não só porque sua leitura ajuda a desviar da maneira de pensar que leva a beber, más também porque pode oferecer refrigério e distração à mente em situações especiais.

A literatura A.A. que não for encontrada na reunião pode ser solicitada diretamente à Central ou Intergrupal de Serviços de seu Estado ou cidade.

Revista Vivência

A revista “Vivência” é a “nossa reunião impressa” para os membros de A.A. do Brasil.

Redigida, revisada, ilustrada e lida por membros de A.A. e outras pessoas interessadas no programa de A.A. de recuperação do alcoolismo, “Vivência” é uma corda salva-vidas que une um alcoólico com outro.

“Vivência” comunica a experiência, força e esperança de seus colaboradores e reflete um amplo espectro geográfico da experiência atual de Alcoólicos Anônimos com a recuperação, a unidade e o serviço. Publica também artigos de pessoas não-alcoólicas, que colaboram espontaneamente com a Revista.

As páginas de “Vivência” são a visão de como cada membro de A.A., de maneira individual, aplica em sua vida o programa de recuperação, e é um fórum para as mais variadas e divergentes opiniões de A.A. do Brasil.

Os artigos não pretendem ser comunicados oficias de Alcoólicos Anônimos enquanto irmandade, e a publicação de qualquer artigo não implicam que Alcoólicos Anônimos e a revista “Vivência” estejam de acordo com as opiniões expressas.

A Revista é editada bimestralmente e todas as colaborações são bem-vindas.

Podem ser adquiridas através de compra avulsa ou assinatura anual.